segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Revista da Semana: Omã, Haut Var e Laigueglia

Chris Froome vs Alberto Contador é o grande duelo esperado para Julho na Volta a França e  o primeiro duelo de 2013 entre ambos, na Volta a Omã, marcou esta semana. Mais próximo, em França, disputou-se o Tour du Haut Var, onde José Gonçalves esteve presente, e em Itália realizou-se o Trofeo Laigueglia, no qual Amaro Antunes, António Barbio e Rafael Reis se estrearam com as cores da Ceramica Flaminia.

Volta a Omã

Ainda que a Volta a Omã se siga à Volta ao Qatar, na mesma Península Arabica e promovida pelo mesmo organizador, é uma prova bastante diferente e bastante mais interessante, com um percurso mais diverso que inclui algumas montanhas e uma chegada acima dos 1200 metros de altitude.

A prova começou com um final ao sprint vencido por Marcel Kittel mas os sprinters puros apenas voltaria a ter a hipótese de lutar pelo primeiro lugar no último dia. No seguinte, num percurso acidentado, "O Canibal" Peter Sagan atacou no último topo da prova e só voltou a ter companhia depois de ultrapassada a linha de meta. E porque canibais não ficam saciados com pouco e a terceira etapa também tinha um topo no final, mais uma vitória para Sagan, um fenómeno que ficará nas nossas memórias durante muitos e muitos anos depois de deixar de correr (e ainda só tem 23 anos). Aqui fica o video:

Alberto Contador, Vicenzo Nibali, Chris Froome e Cadel Evans estavam apenas separados por oito segundos e prontos para a batanha da Green Mountain, com 5,8km de extensão a 10,3% de inclinação média e uma estrada muito larga que dá um efeito visual muito diferente do que estamos a ver nas montanhas europeias.

Contador entrou na subida logo ao ataque, porque também não sabe correr de outra forma, e só Nibali (agora na Astana) foi capaz de o seguir de imediato, enquanto Froome, Evans e Joaquim Rodríguez sofriam para que a distância não aumentasse. Contudo, o que importa não é como começa mas sim como acaba e a distância foi mesmo anulada graças a um fiel Richie Porte. Iniciou-se o jogo do gato e do rato, algumas acelerações e sempre com Contador a responder de pronto até que já dentro do último quilómetro Purito atacou para a vitória, Froome atacou para o segundo lugar e chegou 23 segundos antes de Contador, quarto, com Cadel Evans pelo meio.

Tal como nas montanhas da última Vuelta, Contador atacou e contra-atacou mas na hora H não conseguiu dar conta do recado. Estamos apenas na Volta a Omã e daí não vem mal maior, mas no Tour Contador terá que gerir melhor as suas energias, porque a Sky será mais difícil de surpreender do que a Katusha foi na Vuelta.

Vídeo da escalada à Green Moutain, etapa rainha da Volta a Omã

Froome partiu para a quinta etapa com Evans a 24 segundos e Contador a 25, o espanhol atacou, Froome e Rodríguez foram com ele e ao sprint Froome foi mais forte, consolidando assim a camisola vermelha de líder.

O campeão francês Nacer Bouhanni (FDJ) venceu ao sprint a última etapa, Contador foi segundo na geral e Evans terceiro.

Tour du Haut Var


Mais uma semana e mais uma prova em França, agora o Tour du Haut Var, com duas etapas fáceis de contar. Na primeira delas vitória para Thor Hushovd, o noruguês que em 2012 teve vários problemas físicos mas que está de regresso ás vitórias, 17 meses depois (uma etapa da Volta à Bretanha tinha sido a última). Em segundo lugar ficou Tom-Jelte Slagter (Blanco), vencedor do Tour Down Under, e em terceiro Arthut Vichot (FDJ).

A segunda etapa era mais acidentada e o pelotão acabou muito fraccionado, com Lars Boom a dar mais um triunfo  à Blanco, desta vez à frente de Vichot, que ficaria com a classificação geral em igualdade temporal com Boom e Laurens Ten Dam.

A Blanco tem tido um começo de ano fantástico e já leva seis vitórias. Por estar à procura de novo patrocinador principal, a equipa holandesa não pôde planificar a temporada de forma habitual e tem que apostar nas corridas de começo de época, para encontrar sponsor o mais rapidamente possível. Desportivamente estão no bom caminho.

José Gonçalves esteve presente, foi 64ª na primeira etapa (a 29''), 82º na segunda (a 8'08'') e 78º na geral.

Trofeo Laigueglia


Com o GP Costa degli Etruschi e o Giro della Provincia di Reggio Calabria cancelados por problemas financeiros, apenas neste sábado se disputou a primeira prova italiana do ano, o Trofeo Laigueglia, na vila italiana banhada pelo Mediterrâneo, porque nesta altura do ano os corredores querem é correr onde há bom tempo.

Presentes estiveram os portugueses Amaro Antunes, Rafael Reis e António Barbio, pela primeira vez em representação da Ceramica Flaminia. E porque respeito não tem nada a ver com medo, Barbio não se ficou quieto, saltou para a fuga do dia e pedalou 130 km escapado com Florent Barle (Cofidis), Leonardo Duque (Colombia), Thomas Raeymaekers (Team Novo Nordisk) e o seu colega Nicola Dal Santo.

A fuga foi anulada a 60 km da meta e Barbio teve que desistir por problemas mecânicos mas fica a intenção e ousadia de um jovem de 19 anos que no ano passado corria pelo Mortágua. Amaro Antunes e Rafael Reis também terão desistido.

Filippo Pozzato, agora na Lampre, repetiu os triunfos de 2003 e 2004, e começa assim a ganhar moral para as clássicas do pavé.


Esta semana


Esta a decorrer a Volta à Andaluzia, que teve Alejandro Valverde a impor-se no prólogo, com Simon Spilak (Katusha) segundo e Farrar terceiro. Spilak que no ano passado arrancou muito bem mas depois se viu afetado por vários problemas de saúde, e vamos ver do que é capaz este ano. Na acidentada etapa de hoje, Jonathan Hivert (Sojasun) impôs se a Valverde, que mantém a liderança. A prova decorrerá até quarta-feira.

Teremos também o Tour du Langkawi, na Malásia, com 10 etapas de 21 de Fevereiro a 2 de Março. Garmin, Astana, Orica, Blanco, Omega Pharma e Europcar são algumas das equipas presentes.

E no fim-de-semana teremos ao todo sete clássicas. No sábado, a Volta a Múrcia (agora só com um dia), a Clássica La Drôme e a Omloop Het Nieuwsblad, a primeira grande clássica de pavé e para muitos adeptos a primeira corrida a sério da temporada, e no domingo a Clasica de Almeria, a Clássica Sud Ardèche, a Kuurne-Bruxelas-Kuurne e o GP di Lugano. Quanto a portugueses, está prevista a participação de Mestre e José Mendes em Murcia e Almeria, e de José Gonçalves, Manuel Cardoso, André Cardoso e Fábio Silvestre na La Drôme e na Sud Ardèche.

Se tudo correr bem, ou seja, houver tempo para isso, antes do fim-de-semana farei o lançamento das clássicas.

*****
A Omloop Het Nieuswsblad marca o arranque do Jogo de Clássicas da Primavera do Zweeler, que podem ver aqui. São pelo menos 6.000€ em prémios.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Share