quarta-feira, 23 de março de 2016

Antevisão E3 Harelbeke: a ante-sala para a Ronde

Pódio da edição de 2015
A E3 Haralbeke (sexta-feira, 25 de março) não tem a importância da Gent-Wevelgem mas pela sua natureza tornou-se a ante-sala da Volta a Flandres. Com muros de pavé mas "apenas" 206 quilómetros, é uma prova-objetivo para muitos dos pretendentes à Ronde, sobretudo aqueles que não têm grandes possibilidades de sucesso no domingo, na Gent-Wevelgem, propícia a homens mais rápidos.


Percurso

São 206 quilómetros entre as províncias de Oeste Flandres e Este Flandres, duas das cinco que formam a região flamenga e onde também se disputam a Volta a Flandres, o Omloop ou a Gent-Wevelgem e não é por isso de estranhar que alguns muros se repitam ao longo do ano, até noutras provas, como o ENECO Tour.

Ao todo são quinze muros na prova desta sexta-feira, com destaque para o Taaienberg (650m a 9,5% de inclinação média, a 74 km da meta), Boigneberg (2180m, 5,8%, -69km), Paterberg (700m, 12%, -42km), Oude Kwaremont (2200m, 4,2%, -38km) e Tiegemberg (1000m, 6,5%, -19km), sendo este o último dos quinze.

Edição 2015

Geraint Thomas lançou à falta de 39 quilómetros para a meta, no Oude Kwaremont, um ataque ao qual apenas resistiram Stybar e Sagan. O bom entendimento entre o trio tornou-o inalcançável e a quatro quilómetros da chegada, com o grupo perseguidor já fora da luta, um novo ataque de Thomas valeu-lhe a vitória, seguido de Zdenek Stybar. Sagan, em clara quebra, foi alcançado e Matteo Trentin venceu o sprint para fechar o pódio.



Favoritos

Fabian Cancellara, vencedor em 2010, 11 e 13, é um dos principais candidatos ao triunfo. O seu principal objetivo é dentro de dez dias mas é impossível ignorar a excelente forma já exibida neste que, alegadamente, é o seu último ano. Visto o nível que tem exibido, não é de excluir que continue em 2017, ainda que nem ele nem a equipa o digam porque há todo um espetáculo e programas vendidos em redor da "temporada de despedida". A Trek tem ainda Jasper Stuyven, vencedor da Kuurne-Bruxelas-Kuurne. Existe um fosso entre a Kuurne e Harelbeke mas Stuyven é rapaz para preencher estes fossos, resta saber quanto tempo precisa.

Outro que tem estado em topo de forma é Greg Van Avermaet, que hoje esteve ao ataque na Através de Flandres. Em Sanremo corria numa prova contra as suas características (por falta de dificuldade) e semelhante situação viverá na Gent-Wevelgem, mas entre Harelbeke, Ronde e Roubaix tentará dar sequência ao triunfo no Omloop. A BMC conta ainda com Daniel Oss, que nunca vence mas está sempre lá na luta.

Zdenek Stybar liderará a Etixx-Quick Step, enquanto Tom Boonen ainda procura chegar à sua melhor forma. Além do checo e do belga, a Etixx conta com Niki Terpstra, Matteo Trentin e o bom gigante Stijn Vandenbergh, que sabemos que "nunca ganha" mas este ano já venceu uma etapa na Comunidade Valenciana.

Peter Sagan, por qualidade e características, é candidato a qualquer prova de um dia em que entre de fevereiro a abril. Por regularidade, dispensa mais explicações.

Também atenção para Edvald Boasson Hagen, que tentou a sua sorte no sábado passado em Sanremo confirmando o bom momento de forma e (Boasson Hagen falha devido a doença). Também atenção para o vencedor da Classicissima, Arnaud Démare. Aqui, numa prova diferente, não se espera que tenha a capacidade para responder aos ataques dos mais fortes nos muros mas esperará que esses sejam anulados e a discussão fique no "pelotão".

***** Cancellara e Van Avermaet
**** Stybar e Sagan
*** Vanmarcke, Kristoff, Démare e Terpstra
** Boonen, Roelandts, Stuyven, Stannard e Trentin

Horário

A prova será transmitida em Portugal no Eurosport 2 a partir das 14h00. A chegada está prevista para próximo das 16h00. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Share