sexta-feira, 31 de agosto de 2012

A troika da Vuelta

Perfil da 14ª etapa (sábado)
Desta vez não é Portugal a ser avaliado pela troika do FMI, BCE e Comissão Europeia, mas sim Joaquim Rodríguez, Alberto Contador, Chris Froome e Alejandro Valverde sujeitos às avaliações da Troika da Vuelta a España. Em três dias, teremos um final de primeira categoria e dois de especial: Ancares, Lagos de Covadonga e Valgrande-Pajares.


14ª Etapa, 01/09: Palas de Rei - Puerto de Ancares

Perfil da subida a Ancares

Puerto de Ancares, 9,5 quilómetros a 8,1% de inclinação média e com o último quilómetro acima dos 10%. Os números falam por si. 

Antes da subida para Ancares (uma estreia), duas de terceira categoria, uma de segunda e uma de primeira servem para "aquecer" as pernas ao pelotão da Vuelta naquela que será a primeira grande etapa de montanha da prova. A partir daqui, vão começar a surgir as respostas para as muitas questões que prevalecem sobre a luta pela camisola vermelha:

- Alberto Contador vai continuar a crescer com o passar dos dias?
- Chris Froome está mesmo em quebra depois de um Tour desgastante?
- O Tour, ainda que abaixo do esperado, pesará nas pernas de Alejandro Valverde?
- E Joaquim Rodríguez? Conseguirá manter este nível de rendimento durante a última semana?

Já aqui fiz o meu prognóstico, de que Contador deverá continuar mesmo a melhorar com o passar dos dias e na alta montanha será o mais forte, mas só na estrada o confirmará. Joaquim Rodríguez tem o factor X que lhe faz ser mais forte na parte final. Àquilo que vimos na chegada ao Mirador de Ézaro, ganhando 8 segundos a Contador em apenas 200-300 metros, eu não chamo capacidade de explosão. Até porque, faltando tão pouco para o final, Contador sabia que Rodríguez iria acelerar. Para mim, aquilo é uma mistura de força mental com querer e determinação, tudo em doses para lá do normal. Claro que os outros também querem ganhar, mas os outros querem a 100%, Rodríguez quer a mais do que isso e consegue andar mais do que qualquer outro nos metros finais. De resto, já no Giro tínhamos visto o mesmo. Acredito que em Ancares, como nos Lagos de Covadonga ou em Valgrande-Pajares, se Rodríguez e Valverde estiverem na frente nessa fase final, ganharão tempo a Contador... mas não sei se aguentarão Contador até lá.

15ª Etapa, 02/09: La Robla - Lagos de Covadonga


Perfil da 15ª etapa (domingo)
Perfil da subida para os Lagos de Covadonga
A subida para os Lagos de Covadonga já tem história. Nos últimos anos a vitória tem ido para homens que se escapam ainda antes de começarem a subida final mas têm sido feito diferenças entre os homens que lutam pela geral. Ali se viveu um dia histórico para o ciclismo português, com Andrei Zintchenko a vencer ao serviço da LA-Pecol, em 2000. No ano seguinte houve excepção e não foi um fugitivo a vencer mas sim Juan Miguel Mercado, que tinha sido 3º na Volta a Portugal e seria 5º nessa Vuelta. Eladio Jimenez em 2005, Vladimir Efimkin em 2007 e Carlos Barredo em 2010 foram os últimos três vencedores, todos eles provenientes de fugas.

Ainda que, até ao começo da subida final, o percurso seja muito mais acessível que o da etapa anterior, a subida aos Lagos de Covadonga é de altíssima dificuldade, com 13,5 km a 7% de inclinação e com dois sectores de descida que baixam essa média, porque entre o km 2 e o km 8 de subida a inclinação média até é superior a 10%. Desta vez não poderá ganhar um ciclista de uma equipa portuguesa como em 2000, mas vamos torcer para que ganhe um português.

16ª Etapa, 03/09: Gijón - Valgrande-Pajares


Perfil da 16ª etapa (segunda-feira)
Para terminar estes três dias de alta montanha, chegada a Pajares, onde Roberto Heras e a Liberty Seguros de Manolo Saiz e Eufemiano Fuentes rebentaram a Vuelta de 2005. Roberto Heras tinha liderado a Vuelta na primeira semana mas perdeu a camisola dourada (em 2010 tornou-se vermelha) para Denis Menchov num contra-relógio. Os dias e as montanhas passavam sem que Heras conseguisse recuperar tempo ao russo, ainda mais perigoso devido ao contra-relógio do penúltimo dia. A 15ª etapa era a última com chegada ao alto, na estreia de Pajares, e a Liberty Seguros colocou na fuga do dia Michele Scarponi, Joseba Beloki, Ángel Vicioso e Giampaolo Caruso. Heras começou a atacar a mais de 50 km da meta, pouco depois conseguiu ficar sozinho e esperaram por ele Vicioso e Caruso, que o ajudaram a chegar ao grupo principal. Aí continuou a ajuda, principalmente por Scarponi, e nesse dia Heras voltou à liderança da Vuelta. Foram quase 4 minutos ganhos a Sastre (o 2º melhor do dia entre os favoritos) e mais de cinco ganhos a Menchov. Foi um jornada incrível e em Madrid Heras comemorou a sua 4ª vitória na Vuelta.

Bom, a história de Pajares 2005 não se ficou por aí. Em Novembro saiu a público um controlo positivo por EPO a Heras, que nunca mais voltou a correr, e em Maio do ano seguinte surgiu a Operação Puerto, ligando Eufemiano Fuentes à Liberty Seguros espanhola (e ao grandes clubes de futebol, e ao tenistas, e a muito mais gente que foi protegida). Beloki, que nunca mais tinha sido o mesmo desde a queda no Tour 2003, acabou carreira em 2006; Caruso foi suspenso por dois anos mas recorreu ao TAS e a suspensão foi retirada; Scarponi confessou o seu envolvimento na Puerto e foi suspenso por 15 meses; e Vicioso rumou à Relax (que depois acabou porque ninguém queria patrocinar uma equipa com tantos ciclistas da OP) e depois à Póvoa (que acabou porque os seus ciclistas guardavam produtos proibidos em casa, dizendo não saber de onde vinham). Enfim, esta foi a história da chegada a Pajares em 2005. Épica à primeira vista, negra no final.
Perfil da subida a Pajares

Para 2ª-feira, espera-se uma grande jornada de ciclismo. No final, são 19,4 km a 6,9% de inclinação média, com os últimos 3,5 km quase nos 12% e ultrapassando até os 20%. Desejo (e penso que todos os adeptos do ciclismo desejam o mesmo) que Rodríguez, Contador, Froome, Valverde (e quem mais se conseguir juntar) animem a corrida mas não a decidam, de modo a que a luta pela vitória ainda esteja em aberto antes da Bola del Mundo, no último sábado.


Viva a Vuelta!


Para ver as imagens em maior tamanho, basta clicar nelas


Sem comentários:

Publicar um comentário

Share