sábado, 15 de fevereiro de 2014

Volta ao Algarve: percurso, favoritos e antevisão

Pódio final da Volta ao Algarve 2013: Sabido, Nizzolo, Rui Costa, Tony Martin, Boaro e Westra
Chegamos à primeira prova de 2014 que merece o habitual "percurso, favoritos e antevisão". De 19 a 23 de fevereiro estará na estrada a 40ª Volta ao Algarve, com Rui Costa, Tony Martin, Mark Cavendish, Michal Kwiatkowski e Alberto Contador como principais figuras da corrida.

Percurso

Já aqui foi analisada cada etapa da próxima Volta ao Algarve, não havendo mais detalhes a acrescentar.

Na sua globalidade é um percurso muito equilibrado. Tem uma primeira etapa para enganar os sprinters, uma segunda para enganar os candidatos à geral, um contrarrelógio curto, uma chegada em alto e uma etapa para sprinters.

O contrarrelógio não deverá ser suficiente para os especialistas entrarem confortáveis no Malhão nem o Malhão será suficiente para grandes recuperações. Por isso é necessário estar entre os primeiros no contrarrelógio e no Malhão e não perder tempo nas restantes etapas.

Favoritos

É necessária uma prestação muito completa para levar vencida esta Volta ao Algarve, pois ninguém vencerá o contrarrelógio por mais de um minuto como Tony Martin fez no ano passado.

Sexto em 2010 e quinto nos dois últimos anos, Rui Costa (Lampre) é um dos principais candidatos à vitória. O campeão do mundo mostrou nos últimos anos que é um dos mais fortes no Malhão, sendo em 2013 batido apenas por Sergio Henao. Tem sido o contrarrelógio a afasta-lo do pódio e as suas possibilidades de vitória saem reforçadas com o encurtar do crono.

Michal Kwiatkowski (Omega Pharma) venceu recentemente o Trofeo Serra de Tramuntana (Maiorca), mostrando-se em excelente forma neste começo de temporada e é outro dos grandes candidatos à vitória no Algarve, onde foi 2º no ano passado. Foi 11º na última Volta a França e já fez saber que vem ao Algarve para lutar pela vitória.

Juntam-se ao leque Tony Martin (Omega Pharma) e Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), ambos à procura do tri, algo até hoje apenas conseguido por Belmiro Silva (77, 81 e 84). Outros tempos.

Outro ciclista que tem um bom historial a manter na prova é Tiago Machado (NetApp): 6º em 2007, 12 e 13, 5º em 2011, 4º em 2009 e 3º em 2010. Mudou de equipa mas não mudou de ambição nem de forma de correr. Volta ao Algarve sem Tiago Machado ao ataque, não é Volta ao Algarve.

A Simon Spilak (Katusha) falta mostrar o seu valor numa grande volta, mas o esloveno têm-se destacado nos últimos anos por prestações muito sólidas em provas de uma semana. Na última Volta à Romandia foi segundo, entre Froome e Rui Costa.

Wilco Kelderman (Belkin) é outro homem com hipóteses de lutar pelo pódio e Chris Horner (Lampre) pode aparecer nos primeiros lugares a qualquer momento da temporada.

A prova também sai bastante enriquecida com a presença de Mark Cavendish (Omega Pharma) e os seus lançadores Alessandro Petacchi e Mark Renshaw, Sacha Modolo (Lampre) que já leva três triunfos em 2013, Arnaud Démare (FDJ) que vem de uma vitória no Qatar, o segundo no último Paris-Roubaix Sep Vanmarcke (Belkin), Thomas Vockler (Europcar), Rafal Majka e Chris Anker Sorensen (Tinkoff-Saxo), Adriano Malori (Movistar) e Bryan Coquard (Europcar).

***** Rui Costa e Michal Kwiatokowski
**** Tony Martin e  Alberto Contador
*** Tiago Machado, Simon Spilak e Wilco Kelderman

** Chris Horner, Jonathan Castroviejo

Lista de pré-inscritos

Chave-da-corrida

Em condições normais, a terceira e a quarta etapa serão as mais importantes para a decisão da corrida, mas acredito que a segunda pode assumir um papel importante, precisamente por ser menos esperado. Um ciclista que esteja num estado adiantado de forma poderá surpreender e ganhar alguns segundos que façam a diferença, caso consiga defender-se nos dias seguintes.

Será também importante ver as diferenças entre os melhores trepadores e o camisola amarela após o contrarrelógio. A Lampre de Rui Costa ou sobretudo a Tinkoff-Saxo de Contador poderão apostar por endurecer a corrida desde a primeira passagem no Malhão para recuperar possíveis atrasos para Kwiatkowski e, sobretudo, Tony Martin, o melhor contrarrelogista da atualidade.

Transmissão televisiva

Não haverá transmissão televisiva em direto mas deverá haver resumos diários no Eurosport nem haverá os prometidos resumos no Eurosport.
Mas a organização tem este ano um bom site (excepto os gráficos das etapas) e talvez faça o acompanhamento das etapas. As classificações de cada dia também serão disponibilizadas na página de Facebook do Carro Vassoura e poderão também acompanhar no Twitter @CarroVassoura.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Share